Conheça o

OpenRan@Brasil

O OpenRAN@Brasil é um programa do Ministério de Ciência,
Tecnologia & Inovação (MCTI) que visa acelerar o desenvolvimento
do ecossistema de redes abertas a partir de pesquisa, inovação e
capacitação em tecnologias e aplicações, em 5G e além.
C

O projeto procura
desenvolver soluções para:

O controle inteligente de redes de acesso e suas aplicações

A orquestração e gerenciamento da rede e controle inteligente de outros segmentos dela, como o transporte óptico no backhaul, midhaul e fronthaul
Uma unidade de rádio 5G aderente aos requisitos definidos pela O-RAN Alliance (O-RU 5G) para uso em macrocélulas na banda de sub-6GHz
O programa também vai implantar um ambiente de experimentação e explorar a capacidade de uma rede 5G suportar aplicações avançadas que exigem baixa latência, elevada confiabilidade e altas taxas de dados, apoiando o desenvolvimento do 5G no Brasil.

O programa também vai implantar um ambiente de experimentação e explorar a capacidade de uma rede 5G suportar aplicações avançadas que exigem baixa latência, elevada confiabilidade e altas taxas de dados, apoiando o desenvolvimento do 5G no Brasil.

Nossos Objetivos

Estimular a interação entre atores da cadeia (indústria e academia) e com governo

Promover modelos de desenvolvimento colaborativo (open source, mas não somente)

Atender a demanda do mercado (prestadores de serviço e usuários de redes privadas, principalmente)

Promover o ecossistema de inovação através do espaço de experimentação e demonstração

Promover cenários de aplicação (redes públicas e privadas)

 
Promover formação de recursos humanos

Instituições envolvidas

conheça as fases do projeto

Iniciada em dezembro de 2021 e com duração prevista de 36 meses, envolve a pesquisa e desenvolvimento de partes de uma rede 5G aberta e desagregada, incluindo o controle inteligente de redes de acesso (RIC, na sigla em inglês) e suas aplicações, toda a orquestração e gerenciamento da rede (Service Management and Orchestration, ou SMO) e, ainda, o controle inteligente de outros segmentos da rede, como o transporte ótico no backhaul, midhaul e fronthaul.

Tem por objetivo a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação em componentes tecnológicas relevantes da arquitetura OpenRAN. É uma expansão da fase 1.

Prevê a expansão do testbed e aplicações.
Mais informações em breve.

Participantes

Seu título vai aqui

Your content goes here. Edit or remove this text inline or in the module Content settings. You can also style every aspect of this content in the module Design settings and even apply custom CSS to this text in the module Advanced settings.

Governo

Rubens Souza
Coordenador de Pesquisa e
Desenvolvimento na Secretaria de
Empreendedorismo e Inovação – MCTI

Hamilton José Mendes da Silva
Coordenador-geral de Inovação Digital – CGID/MCTI

Pedro Lucas da Cruz Pereira Araújo
Diretor de Investimento e Inovação – MCOM

Daniel Hindemburg de Miranda Marques
Especialista em Regulação de Serviços
Públicos de Telecomunicações – Anatel

Luiza Maria Thomazoni Loyola Giacomin
Assessora da Superintendência de
Outorga e Recursos à Prestação – ANATEL

Operadores e TIP (Telecom Infra Project)

Basilio Perez
Presidente do LAC-ISP (Federação Latino
Americana e do Caribe das Associações de
Provedores de Internet) – ABRINT

Leandro Vilela
Coordenador da diretoria de Regulação e
Autorregulação – CONEXIS

Indústria

Frederico Vieira da Silva
Diretor de Desenvolvimento Tecnológico –
V2COM/P&D Brasil

Israel Guratti
Gerente do Departamento de Tecnologia e
Política Industrial – Associação Brasileira
da Indústria Elétrica e Eletrônica – ABINEE

Sérgio Backes
Quality Engineering Manager –
DATACOM/P&D Brasil

Academia

Iara Machado
Diretora de Pesquisa, Desenvolvimento e
Inovação (RNP)
Coordenadora Geral do Programa
OpenRAN@Brasil

Alberto Paradisi
Diretor de Estratégia (CPQD)
Coordenador Geral do Programa
OpenRAN@Brasil

Lucas Bondan
Diretora de Pesquisa, Desenvolvimento e
Inovação (RNP)
Coordenador – OpenRAN@Brasil

Lúcia Herrera
Gerente de Projetos (CPQD)
Coordenadora – OpenRAN@Brasil

Executores

Eduardo Grizendi
Diretor de Engenharia & Operações – RNP

Antonio Abelem
Professor-Pesquisador – UFPA

Frederico Sigrist Nava
Diretor de Soluções Tecnológicas e
Consultoria – CPQD

Últimas Notícias

OpenRAN@Brasil abre oportunidade para uso experimental do seu testbed

OpenRAN@Brasil abre oportunidade para uso experimental do seu testbed

Para utilizar o testbed, são elegíveis quaisquer propostas com fins de pesquisa, educação e inovação. As propostas serão avaliadas por um comitê especializado, o qual irá retornar com parecer sobre a possibilidade de atender ou não ao pedido de utilização. Saiba como submeter sua proposta.

OpenRAN@Brasil deve avançar para nova fase no segundo semestre

OpenRAN@Brasil deve avançar para nova fase no segundo semestre

Programa deve chegar a sua terceira fase no segundo trimestre de 2024, mas ainda depende do aval do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação). A informação foi compartilhada por Gustavo Corrêa Lima, gerente de soluções de conectividade do centro de pesquisa de Campinas, em conversa com o site “Mobile Time”. 

Vantagens e oportunidades do Open RAN para operadoras e empresas

Vantagens e oportunidades do Open RAN para operadoras e empresas

O Open RAN emerge como uma alternativa promissora, proporcionando não apenas eficiência econômica, mas também flexibilidade, inovação e competitividade para operadoras e empresas no dinâmico cenário das telecomunicações. Artigo assinado por Gustavo Corrêa, Gerente de Soluções em Conectividade do CPQD.

Últimos Artigos

OpenRAN@Brasil abre oportunidade para uso experimental do seu testbed

OpenRAN@Brasil abre oportunidade para uso experimental do seu testbed

Para utilizar o testbed, são elegíveis quaisquer propostas com fins de pesquisa, educação e inovação. As propostas serão avaliadas por um comitê especializado, o qual irá retornar com parecer sobre a possibilidade de atender ou não ao pedido de utilização. Saiba como submeter sua proposta.

OpenRAN@Brasil deve avançar para nova fase no segundo semestre

OpenRAN@Brasil deve avançar para nova fase no segundo semestre

Programa deve chegar a sua terceira fase no segundo trimestre de 2024, mas ainda depende do aval do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação). A informação foi compartilhada por Gustavo Corrêa Lima, gerente de soluções de conectividade do centro de pesquisa de Campinas, em conversa com o site “Mobile Time”. 

Vantagens e oportunidades do Open RAN para operadoras e empresas

Vantagens e oportunidades do Open RAN para operadoras e empresas

O Open RAN emerge como uma alternativa promissora, proporcionando não apenas eficiência econômica, mas também flexibilidade, inovação e competitividade para operadoras e empresas no dinâmico cenário das telecomunicações. Artigo assinado por Gustavo Corrêa, Gerente de Soluções em Conectividade do CPQD.

participe

Cadastre seu e-mail para receber as novidades sobre o OpenRAN@Brasil

Mais informações em breve.

ENDEREÇO
SAUS – Quadra 6
Bloco H – 8º andar
Ala Norte
CEP 70.070-940
BRASÍLIA/DF
CONTATO

+55 (61) 2312-2081

ouvidoria@anatel.gov.br

POLÍTICAS DE PRIVACIDADE

Projeto apoiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, com recursos da Lei nº 8.248, de 23 de outubro de 1991″, conforme orientação da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação